Equipe de pesquisadores participam da V Reunião Paranaense de Ciência do Solo

Entre os dias 22 e 25 de maio de 2017, membros do Grupo de Pesquisa em Engenharia de Água e Solo do IFRS-Campus Sertão que é vinculado ao Núcleo de Estudos em Manejo de Água e Solo (NEMAS) do IFRS, participaram da V Reunião Paranaense de Ciência do Solo e II Simpósio Brasileiro de Solos Arenosos em Maringá-PR. Estiveram presentes no evento o professor Márcio Luis Vieira e os alunos do Curso de Agronomia Douglas Dal Moro e Suélen Matiasso Fachi onde foram apresentados trabalhos científicos desenvolvidos pelo grupo no Câmpus.

O professor Márcio ressaltou a importância do evento, onde o mesmo é referência da área no Brasil, sendo promovido pelo Núcleo Estadual Paraná (NEPAR) da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS) e realizado neste ano pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Cocamar Cooperativa Agroindustrial, contando com a parceria do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) e Embrapa.

O evento contou com a presença de aproximadamente 700 professores, pesquisadores, alunos, profissionais vinculados à área e produtores rurais, sendo que a programação técnica da V Reunião Paranaense de Ciência do Solo e II Simpósio Brasileiro de Solos Arenosos teve como tema central os “SOLOS DO ARENITO: USOS, DESAFIOS E SUSTENTABILIDADE”.

Ainda de acordo com o Prof. Márcio para professores e pesquisadores, este evento tratou dos principais problemas relacionados aos solos paranaenses, com destaque aos solos arenosos do Brasil, além de resultados de pesquisa e divulgação de novas tecnologias.

Para a assistência técnica, agricultores, empresários, professores e pesquisadores, este evento se constituiu em uma excelente oportunidade de intercâmbio de conhecimentos e experiências entre si e com alunos envolvidos nos cursos de graduação e pós-graduação. A troca de experiências e de informações científicas entre profissionais experientes e treinados e jovens iniciantes na carreira científica e estudantes, permitiu a consolidação do conhecimento e dos conceitos. Para os técnicos e extensionistas da iniciativa privada ou oficial, a possibilidade de discutir problemas regionais e analisar e contribuir com as soluções propostas foi uma oportunidade ímpar de treinamento e de motivação profissional, que contribui decisivamente com sua atuação no campo. Além disso, se objetivou também subsidiar com informações técnicas, órgãos de governo que atuam na normatização, controle e fiscalização do uso dos solos, e também na formulação de políticas públicas de estímulo à preservação dos recursos naturais.

2 3 4 5

 

Publicado em 02/06/2017, em Sem categoria.